Saiba como o informe de rendimentos pode te auxiliar na declaração do IR

Saiba Como O Informe De Rendimento Pode Te Auxiliar Na Declaracao De Ir - Torre Contabilidade
Informe de rendimentos: Saiba como o documento pode auxiliar na declaração do IR O informe de rendimentos pode ajudar no momento de declarar os ganhos à Receita Federal.

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Informe de rendimentos: Saiba como o documento pode auxiliar na declaração do IR

O informe de rendimentos pode ajudar no momento de declarar os ganhos à Receita Federal.

Já nos primeiros meses do ano, o Imposto de Renda volta à discussão. É comum que contadores e contribuintes busquem novas regras da obrigação, erros comuns, formas de declarar e até o informe de rendimentos.

Basicamente, um informe de rendimentos é um documento que mostra quanto uma pessoa física recebeu e ganhou em certo período de tempo. Entram no documento ganhos como:

– Rendimentos de uma aplicação financeira (o quanto se ganhou com ela);
– Salários;
– Pensões;
– Aposentadoria;
– Bônus, entre outros.

Também podem ser especificados os pagamentos que foram efetuados pelo contribuinte, como uma instituição de ensino, por exemplo.

Informe de rendimentos

O informe de rendimentos é um documento que detalha o quanto uma pessoa recebeu em valores monetários em um determinado período – normalmente, no período de um ano, entre os dias 1 de janeiro e 31 de dezembro.

Esse documento pode ser emitido por:

– Instituições financeiras (como bancos, corretoras de investimentos, seguradoras) onde a pessoa tiver conta, detalhando seus ganhos ao longo do ano;
– Empresas de qualquer tipo, detalhando os rendimentos de seus funcionários – salários, bônus, benefícios, décimo terceiro salário, etc;
E pelo INSS, informando o quanto aposentados e pensionistas receberam e ganharam naquele ano.

Na prática, o objetivo do informe de rendimentos é especificar os números exatos de ganhos (e rendimentos, como o próprio nome sugere) que a pessoa teve naquele período e que ela deverá informar na declaração do Imposto de Renda.

Imposto de renda

A declaração do Imposto de Renda é o momento em que o governo faz uma checagem do quanto cada pessoa recebeu e gastou naquele período e se as suas contribuições com o IR estão corretas. Por isso, os valores devem ser exatos e especificados.

As categorias ou tipos de gastos informados em cada tipo de informe de rendimento variam conforme a sua finalidade. Em outras palavras: todos os tipos de informe de rendimentos informam o quanto você recebeu em determinado período, mas alguns podem servir, por exemplo, para indicar o quanto você fez de pagamentos a alguma instituição, empresa ou organização não-governamental.

Os informes de rendimentos até classificam os ganhos em diferentes “tipos”. Num informe de rendimentos emitido e enviado pela empresa empregadora, por exemplo, constam:

– Rendimentos tributáveis, deduções e imposto sobre a renda retido na fonte – aqui, entram salários e férias, contribuições previdenciárias, pensões alimentícias e também os valores de imposto retido sobre a fonte;
– Rendimentos isentos e não tributáveis – nesta categoria entram indenizações de trabalho por rescisão ou acidente de trabalho, por exemplo;
– Rendimentos sujeitos a tributação exclusiva – bônus, PLR e outros tipos de bonificações entram nessa categoria;
– Também devem ser informadas, se tiver, para ser excluída e considerada como gasto: despesas com ação judicial;
– Também devem ser informadas, se tiver, para ser deduzida – e o declarante pagar menos impostos: pensão alimentícia.

Isso pode variar conforme a finalidade e negócio da empresa que o emitiu. No geral, as “categorias” de ganhos acompanham as classificações que constam na declaração do Imposto de Renda.

Fonte: Contábeis

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Saiba Tudo Sobre O Dctfweb E Aproveite As Facilidades Deste Sistema Para A Sua Empresa Blog  - Torre Contabilidade

DCTFweb: conheça esse conceito e fique por dentro das dicas

Aproveite as facilidades da DCTFWeb para a sua empresa Com a DCTFWeb, sua empresa tem os débitos e créditos analisados, sendo possível a correção, se houver divergências. Esse sistema foi elaborado para auxiliar sua empresa. Aproveite as dicas do post

O Que Voce Precisa Saber Sobre Um Investidor Anjo Blog - Torre Contabilidade

Investidor-anjo: do que você precisa saber?

Entenda como funciona um investidor-anjo Compreender alguns pontos importantes sobre um investidor-anjo é fundamental para que saiba como solicitar o seu apoio Encontrar recursos e fontes de investimento para um negócio é uma tarefa um tanto quanto delicada, afinal, dependendo

Saiba Os Passos Para Renegociar Suas Dividas Corretamente Blog - Torre Contabilidade

Renegociar dívida: quais os passos?

Saiba quais os passos para renegociar dívidas corretamente Compreender o que precisa ser feito durante o processo de renegociação das dívidas é fundamental para obter êxito O processo de renegociação de pendências, ou seja qual for a dívida, certamente é

Descubra Agora O Que E O Fator R E Entenda A Sua Importancia Para Uma Empresa Blog - Torre Contabilidade

Fator R – pague menos impostos no Simples Nacional!

Descubra agora como o cálculo do Fator R pode te ajudar a pagar menos impostos! A depender do Anexo do Simples Nacional, um prestador de serviços pode recolher menos em impostos por conta da variação das alíquotas Um dos fatores

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Certidões negativa e positiva de débitos: O que são e…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top
Open chat